"V1RN" INFORMAÇÃO COM IMPARCIALIDADE E CREDIBILIDADE 

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Aprenda a combater o câncer de mama

comer
Comer frutas e legumes, beber muita água e fazer exercícios são hábitos indicados para prevenir doenças, mas nem sempre é fácil encaixá-los na rotina. Na campanha contra o câncer de mama de 2016, a Sociedade Brasileira de Mastologia frisa a importância de uma vida saudável como forma de combater o câncer de mama. Este ano, a estimativa é que 60 mil brasileiras sejam diagnosticadas com a doença, que é a que mais mata mulheres no país.
A campanha contra o câncer de mama da SBM tem como com o tema “A vida pede atitude. Movimente-se: faça mamografia anualmente”, e destaca que o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento rápido e a cura da doença. A iniciativa foi pensada a partir de pesquisa recente da entidade, que mostra que o risco de desenvolver a doença aumenta em mulheres com excesso de gordura corporal no abdômen na pré e na pós-menopausa.
A coordenadora da pesquisa, Jordana Carolina Marque Godinho Mota, que comparou grupos de mulheres atendidas no Hospital das Clínicas da UFG, disse que os alimentos saudáveis ajudam a regular o metabolismo. Por outro lado, produtos açucarados, industrializados e gordurosos desregulam as funções do corpo.
“A alimentação inadequada altera hormônios corporais, como, por exemplo, a insulina. Quando aumenta a quantidade de insulina que o corpo precisa para absorver a açúcar no corpo, por exemplo, essa insulina pode agir na mama causando alteração, favorecendo o câncer”, explicou.
Com base nos dados, a pesquisadora constatou que a chance de desenvolver o câncer de mama cai de 74% para 49% em quem tem uma vida saudável. Ela recomenda que as mulheres já saiam de casa com a alimentação planejada para o dia todo, fazendo pequenas refeições a cada três horas, em média, evitando alimentos industrializados, refrigerantes, frituras e gorduras. As medidas, segundo Jordana, também as pacientes que estão no tratamento contra a doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário