"V1RN" INFORMAÇÃO COM IMPARCIALIDADE E CREDIBILIDADE 

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

MP: Ricardo Coutinho era líder e controlava a conta da organização criminosa

Na denúncia oferecida à Justiça na Operação Calvário, o Ministério Público da Paraíba classificou o ex-governador Ricardo Coutinho como líder da organização criminosa e ainda o responsável por administrar a conta bancária do grupo.
“Não há dúvida: o denunciado RICARDO COUTINHO era o líder da organização
denunciada”, escreveram os promotores. “Como se percebe, com essa reunião de 2012, foi aberta uma “conta corrente” para a ORCRIM, então controlada pelo denunciado RICARDO COUTINHO, mas administrada por LIVÂNIA FARIAS, seguindo uma típica linha de divisão de tarefas entre os integrantes de uma mesma sociedade delinquencial e que usualmente se faz para a preservação da imagem do seu líder (capo)”.
Os promotores afirmam que a conta recebia parte dos valores movimentados, sendo algo em torno de R$ 80.000,00, que era entregue em prestações quase-mensais, que poderiam chegar a R$ 120.000,00.
“A liderança de RICARDO COUTINHO no empreendimento criminoso é consectário natural do posto por ele ocupado, no Governador do Estado (período de 2011 a 2018), do prestígio político por ele angariado, no cenário regional, e dos atributos de sua personalidade: forte e permeada por atos de concentração de poder. 
Esses predicados, na verdade, possuem raízes históricas, pois precedem sua atuação no governo local (foi ele prefeito da capital) e foram capazes de influenciar, inclusive, na formação da gestão subsequente. Todos sabem que foi este réu o principal pivô da eleição do atual governador e que capitaneou a manutenção, no Poder Executivo, do seu staff de Secretários no centro das decisões políticas”.
O Antagonista

Nenhum comentário:

Postar um comentário