"V1RN" INFORMAÇÃO COM IMPARCIALIDADE E CREDIBILIDADE 

terça-feira, 9 de abril de 2019

Chuva forte alaga ruas, arrasta carros e deixa o Rio em estágio de crise

Um forte temporal alagou ruas, derrubou árvores e destruiu carros em vários bairros do Rio, nesta segunda-feira (8). A cidade entrou em estágio de atenção às 18h35. Às 20h55, passou para o estágio de crise — o mais grave de três níveis de risco, segundo o Alerta Rio, sistema da prefeitura.
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê mais chuvas fortes com trovoadas até às 10h de terça-feira (9). A Prefeitura recomenda que a população somente se desloque “em caso de extrema necessidade”.
Em quatro horas, choveu mais no Rio do que nos dias 6 e 7 de fevereiro, quando seis pessoas morreram em consequência do temporal. Trinta e nove sirenes foram acionadas em pelo menos 20 comunidades. Não há informação sobre feridos.
No Jardim Botânico, Zona Sul, o bairro mais afetado, choveu em 4 horas 36% mais do que o esperado para o mês abril (entenda abaixo). O alagamento formou “rios” com forte correnteza descendo por vias como as ruas Pacheco Leão e Lopes Quintas. Vídeos mostram carros arrastados e parados uns em cima dos outros.
Segundo o Alerta Rio, os núcleos de chuva se espalharam por diferentes pontos do município, principalmente no entorno do Maciço de Tijuca. Há previsão de mais chuva forte na Zona Sul, na Grande Tijuca e em pontos da Barra da Tijuca durante a noite e a madrugada.
A Rua Pacheco Leão, no Jardim Botânico, teve carros arrastados pela força da água e muito lixo na rua. As avenidas Epitácio Pessoa e Borges de Medeiros, também na Lagoa, estão intransitáveis. O acesso à estação do metrô na Praça General Osório, em Ipanema, ficou alagado, mas não chegou a fechar ao público. Os trens da concessionária Metrô Rio e da SuperVia funcionam com intervalos reduzidos entre as composições.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário