"V1RN" INFORMAÇÃO COM IMPARCIALIDADE E CREDIBILIDADE 

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Mosquito da dengue manipulado geneticamente tem quantidade menor do vírus

20170113001356912805i
O mosquito transmissor da dengue foi modificado geneticamente em uma tentativa de livrá-lo dessa tarefa. Pesquisadores dos Estados Unidos impulsionaram o sistema imune do Aedes aegypti tornando-o mais resistentes ao vírus que mata 700 mil pessoas por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A técnica pode ajudar a diminuir o contágio de humanos, que adoecem depois de serem picados pelo inseto infectado. Os autores do estudo, publicado na última edição da revista Plos, acreditam que, caso a pesquisa evolua, será possível até mesmo substituir os mosquitos de hoje pelos de laboratório, erradicando a propagação do vírus.
A ideia de tornar o Aedes aegypti resistente surgiu em estudos em que a mesma equipe esmiuçou o funcionamento do organismo do mosquito. “Um de nossos trabalhos mostrou como o sistema imune do Aedes aegypti luta contra o vírus da dengue. Decidimos usar esse conhecimento e criar um mosquito geneticamente modificado, com um sistema imunológico mais forte, resistente”, explica ao Correio George Dimopoulos, líder do estudo e professor do Departamento de Microbiologia e Imunologia Molecular do Instituto Johns Hopkins de Pesquisa em Malária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário